Notícias

Alemã Infineon vê escassez de chips se estendendo até 2022

Reuters
Reuters
Alemã Infineon vê escassez de chips se estendendo até 2022
Componentes eletrônicos produzidoss pela fabricante alemã de semicondutores Infineon em Munique, Alemanha

10 de novembro de 2021 - 13:48 - Atualizado em 10 de novembro de 2021 - 13:50

Por Supantha Mukherjee

ESTOCOLMO, (Reuters) – A fabricante alemã de chips Infineon disse que espera que a escassez global de semicondutores permaneça em 2022, após divulgar um aumento de 10% na receita do quarto trimestre com a crescente demanda por chips.

A Infineon, que obtém cerca de 40% das vendas do setor automotivo, também estimou receita de 3 bilhões de euros para o seu primeiro trimestre fiscal, superando os 2,97 bilhões de euros esperados em pesquisa com 19 analistas da Vara Research.

“A demanda está superando de longe a oferta”, disse o presidente-executivo da companhia, Reinhard Ploss, a analistas. “A oferta deve alcançar a demanda em algum momento, mas não vemos isso acontecendo em uma escala mais ampla em 2022”, disse.

A empresa também está investindo pesado para expandir suas capacidades de fabricação de silício, bem como de semicondutores compostos de carboneto de silício e nitreto de gálio.

No mês passado, a fabricante de chips com sede em Munique disse que iria investir cerca de 2,4 bilhões de euros (2,8 bilhões de dólares) em 2022, ante cerca de 1,6 bilhão neste ano.

A receita da Infineon subiu para 3 bilhões de euros (3,47 bilhões de dólares), acima das expectativas de 2,93 bilhões, de acordo com dados IBES da Refinitiv.

A Infineon prevê uma receita em 2022 entre 12,2 bilhões e 13,2 bilhões de euros, em linha com as expectativas.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHA9158-BASEIMAGE