Agronegócio

Vendas da 2ª safra de milho 2021 do Brasil chegam a 42,7%, diz consultoria

Reuters
Reuters

8 de junho de 2021 - 16:46 - Atualizado em 8 de junho de 2021 - 16:50

SÃO PAULO (Reuters) – A comercialização antecipada da segunda safra de milho 2021 do Brasil atingiu 42,7% da produção esperada, superando a marca de 40,2% vista em igual período do ano passado, disse a consultoria Safras & Mercado nesta terça-feira.

Segundo a companhia, o Estado de Mato Grosso –maior produtor de grãos do país– possui o ritmo de vendas mais adiantado, alcançando 51,1% da produção, também à frente do patamar de junho de 2020, quando atingia 49,6%.

Em seguida aparecem Goiás/Distrito Federal (44,2%) e Mato Grosso do Sul (42,3%), acrescentou Safras.

Entre os principais Estados produtores do cereal no Brasil, o Paraná é o único que aparece com comercialização inferior à registrada no mesmo momento do ano anterior, com 26,9% da nova safra já vendida, versus 34,1% há um ano.

A “safrinha” de milho do Paraná tem sido afetada neste ano por uma seca, que recentemente levou o Departamento de Economia Rural do Estado (Deral) a reduzir sua estimativa de produção de 12,23 milhões de toneladas para 10,3 milhões de toneladas.

Safras & Mercado projeta a segunda safra de milho do centro-sul, a principal do cereal no Brasil, em 61,59 milhões de toneladas.

A consultoria cortou no final de maio sua estimativa para a “safrinha”, que na projeção de abril era vista em 70,8 milhões de toneladas, devido à estiagem acentuada.

(Por Gabriel Araujo)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.