Agronegócio

Venda de soja do Brasil evolui pouco e atinge 56,6% da colheita 2020/21, diz Safras

Reuters
Reuters

4 de dezembro de 2020 - 13:27 - Atualizado em 4 de dezembro de 2020 - 13:30

SÃO PAULO (Reuters) – A comercialização da soja 2020/21 do Brasil havia atingido até 4 de dezembro 56,5% da produção projetada, um avanço mensal pequeno, de pouco mais de 1 ponto percentual, após produtores terem vendido grande parte de sua produção em meses anteriores com um câmbio mais favorável, estimou a consultoria Safras & Mercado.

No relatório anterior, com dados de 6 de novembro, o número de vendas era de 55,1%. Em igual período do ano passado, a negociação envolvia 37,8%, e a média para o período é de 34,5%.

Levando-se em conta uma safra estimada em 133,5 milhões de toneladas, o total de soja já negociado é de 75,4 milhões de toneladas.

“As negociações pouco evoluíram em novembro, mas seguem bem acima da média”, notou a Safras, sobre a colheita que começa em janeiro.

A venda da safra velha (2019/20) subiu de 98,7% no início de novembro para 98,9%.

“As negociações no disponível pouco evoluíram em novembro, mas se encaminham para o final. Os números de Safras indicam que pouco mais de 1,4 milhão de toneladas ainda não foi comercializado”, disse.

(Por Roberto Samora)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.