Agronegócio

USDA suspende cobrança de dívidas de produtores afetados pela Covid-19

Reuters
Reuters

27 de janeiro de 2021 - 16:05 - Atualizado em 27 de janeiro de 2021 - 16:25

CHICAGO (Reuters) – O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) informou nesta quarta-feira que suspendeu temporariamente algumas cobranças de dívidas de produtores que enfrentam problemas financeiros devido à pandemia de Covid-19.

É esperado que a medida atinja 12 mil agricultores que devem dinheiro sob os programas governamentais Farm Storage Facility Loan e Direct Farm Loan, administrados pela Agência de Serviços Agrícolas do USDA.

Os agricultores deram amplo apoio ao ex-presidente Donald Trump, que liberou bilhões de dólares em pagamentos diretos em dinheiro, em detrimento do atual presidente Joe Biden, que assumiu o cargo neste mês.

Anos de preços baixos dos produtos agrícolas colocaram os agricultores em dívida, embora o aumento mais recente dos preços do milho e da soja tenha gerado algum otimismo.

“O USDA e o governo Biden estão comprometidos em levar alívio e apoio aos agricultores, pecuaristas e produtores de todas as origens e status financeiros”, disse em comunicado o vice-chefe de gabinete do USDA, Robert Bonnie.

O plano suspende as cobranças de dívidas vencidas e as execuções hipotecárias de produtores em dificuldades, além de estender alguns prazos de empréstimo.

O USDA disse que a suspensão das dívidas estará em vigor até segunda ordem.

(Reportagem de Mark Weinraub)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.