Agronegócio

Tereza Cristina diz que preço de arroz teve “ligeira queda” e vai cair mais com safra em janeiro

Reuters
Reuters

29 de outubro de 2020 - 22:17 - Atualizado em 29 de outubro de 2020 - 22:20

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) – A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou nesta quinta-feira que o preço do arroz no país teve uma “ligeira queda” após a decisão do governo de retirar o imposto de importação sobre o insumo agrícola, e previu uma queda ainda maior com a nova safra em janeiro.

Tereza deu a resposta ao ser questionada pelo presidente Jair Bolsonaro, durante a tradicional live semanal nas redes sociais, sobre o motivo de o preço do arroz ter subido bastante.

A ministra explicou que o preço esteve “muito baixo” nos últimos anos e o governo chegou a fazer um plano de recuperação do insumo com abertura de mercados, mas então veio a pandemia do novo coronavírus.

Segundo a ministra, alguns fatores como o fato de não ter havido entrada do produto do Paraguai, o aumento do consumo durante a pandemia e até o auxílio emergencial influenciaram no preço.

“Agora vamos ter a nova safra de arroz chegando em janeiro e aí os preços vão reduzir”, disse ela.

Durante a transmissão, Bolsonaro destacou a atuação do agronegócio como responsável por manter a economia brasileira durante a pandemia.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.