Agronegócio

Soja acompanha óleos vegetais e fecha em queda em Chicago; trigo e milho sobem

Reuters
Reuters

26 de março de 2021 - 18:44 - Atualizado em 26 de março de 2021 - 18:45

Por Christopher Walljasper

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros da soja negociados em Chicago recuaram nesta sexta-feira, pressionados pela queda nos preços do óleo de soja e por ajustes de posições por fundos antes do relatório de estoques e intenções de plantio do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês), que será divulgado em 31 de março, disseram operadores.

Milho e trigo se recuperaram das perdas registradas na sessão anterior, mas ainda assim não conseguiram acumular alta na semana.

O contrato mais ativo da soja fechou em queda de 13,75 centavos de dólar, a 14,0050 dólares por bushel.

O trigo avançou 0,75 centavo, para 6,1325 dólares o bushel, enquanto o milho teve ganho de 6 centavos, para 5,5250 dólares/bushel.

A soja foi empurrada para baixo pelos futuros do óleo de soja, cujo vencimento maio recuou 2,5 centavos de dólar por libra-peso, para o menor nível em duas semanas e meia, embora siga próximo de uma máxima contratual registrada nesta semana.

“O óleo de soja parece estar em uma fase de correção”, disse Tom Fritz, corretor de commodities do EFG Group, destacando que a demanda pelo derivado da oleaginosa segue firme. “O uso de soja para a produção de biodiesel está no melhor patamar já visto.”

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.