Agronegócio

Sindicatos fecham acordo para encerrar greve portuária na Argentina, diz CIARA

Reuters
Reuters

30 de dezembro de 2020 - 10:03 - Atualizado em 30 de dezembro de 2020 - 10:05

BUENOS AIRES (Reuters) – A Câmara da Indústria de Óleo da República Argentina (CIARA) informou na noite de terça-feira que, após uma greve de 20 dias, foi fechado um acordo com os sindicatos de trabalhadores para suspender as paralisações.

As atividades portuárias e de processamento de grãos da Argentina, um importante fornecedor de alimentos, vêm sendo afetadas desde 9 de dezembro, quando dois sindicatos de trabalhadores da indústria processadora e um de técnicos do porto de Urgara iniciaram uma greve simultânea por reivindicações salariais.

“A CIARA apelou para que o esforço econômico conduza a um trabalho conjunto sem conflitos que conduzam a uma diminuição significativa da competitividade com penalizações por descumprimento e perda de mercados, bem como exportações…”, afirmou um comunicado.

A Argentina é o maior exportador mundial de óleo e farelo de soja, e o pólo agroindustrial e portuário localizado ao norte de Rosário embarca cerca de 80% das exportações do setor do país sul-americano.

(Por Walter Bianchi e Hugh Bronstein)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.