Agronegócio

Rabobank vê queda de 10% na próxima safra de café do Brasil

Reuters
Reuters

25 de novembro de 2020 - 10:44 - Atualizado em 25 de novembro de 2020 - 10:45

SÃO PAULO (Reuters) – A próxima safra brasileira de café (2021/22), a ser colhida no ano que vem, deverá atingir 60,7 milhões de sacas de 60 kg, queda de 10% ante as 67,5 milhões de sacas do ciclo anterior, apontou nesta quarta-feira o Rabobank em relatório.

A produção será menor devido à bienalidade negativa da variedade de café arábica e também por problemas climáticos, apontou o banco.

A safra de café arábica foi estimada em 40,5 milhões de sacas, queda de 17,3% ante 2020/21.

“O ciclo seria naturalmente menor devido a bienalidade produtiva, porém, existe uma preocupação adicional uma vez que as chuvas retornaram apenas em novembro nas áreas de café arábica. Será importante a manutenção das precipitações”, avaliou o Rabobank.

Para o conilon brasileiro, “a situação segue favorável, com as lavouras apresentando ótimo desenvolvimento”. A safra dessa variedade foi projetada em 20,2 milhões de sacas, ante 18,5 milhões no ano anterior.

(Por Roberto Samora)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.