Agronegócio

Produção de café da Colômbia recua 4% em novembro

Reuters
Reuters

7 de dezembro de 2020 - 17:57 - Atualizado em 7 de dezembro de 2020 - 18:00

BOGOTÁ (Reuters) – A produção de café da Colômbia recuou 4% em novembro ante igual período do ano anterior, para 1,44 milhão de sacas de 60 kg, devido à menor comercialização em meio às medidas sanitárias impostas para evitar a disseminação do coronavírus, informou nesta segunda-feira a Federação Nacional de Cafeicultores.

Por outro lado, as exportações de café do país, maior produtor global de arábica lavado, avançaram 9%, a 1,27 milhão de sacas.

Entre janeiro e novembro, a produção acumulou uma queda de 7%, somando 12,1 milhões de sacas, enquanto nos últimos 12 meses houve retração de 4%, a 13,8 milhões de sacas, detalhou a federação em comunicado.

As exportações entre janeiro e novembro caíram 9%, a 11,2 milhões de sacas, e nos últimos 12 meses tiveram baixa de 7%, alcançando 12,5 milhões de sacas.

A Colômbia iniciou em agosto a colheita de sua principal safra de café do ano, na qual espera produzir até 7,8 milhões de sacas, em meio ao desafio representando pela pandemia de coronavírus, que exige altos níveis de segurança.

O país, terceiro produtor mundial após Brasil e Vietnã, colheu 14,8 milhões de sacas em 2019, maior nível dos últimos 27 anos. Para este ano, espera uma produção de cerca de 14 milhões de sacas.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)