Agronegócio

Preços do petróleo recuam com aumento em preocupações com demanda e Líbia no radar

Reuters
Reuters

14 de setembro de 2020 - 14:04 - Atualizado em 14 de setembro de 2020 - 14:05

Por Noah Browning

LONDRES (Reuters) – Os preços do petróleo recuavam nesta segunda-feira, em meio a preocupações com uma paralisação da recuperação econômica global e à demanda em queda por combustíveis, enquanto a Líbia sinalizava que deve encerrar meses de bloqueio a retomar sua produção, adicionando ainda mais petróleo ao mercado.

O petróleo Brent recuava 0,2 dólar, ou 0,5%, a 39,63 dólares por barril, às 8:07 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 0,19 dólar, ou 0,51%, a 37,14 dólares por barril.

Ambos os contratos encerraram a semana passada com perdas, na segunda semana consecutiva de queda.

“Taxas de infecção (por coronavírus) estão em alta de novo, há lockdowns localizados em um crescente número de países, prejudicando o crescimento econômico regional, e o número de desempregados não está caindo significativamente”, disse Tamas Varga, da corretora PVM.

“Isso deprime o crescimento da demanda.”

Na Líbia, o comandante Khalifa Haftar se comprometeu a encerrar um bloqueio que dura meses às instalações de petróleo do país, um movimento que aumentaria a oferta no mercado, embora ainda não esteja claro se e quando os campos de petróleo e portos do país começariam operações.

“O anúncio de que o bloqueio de terminais de exportação de petróleo na Líbia pode terminar se somará à angústia com o encontro da Opep+ nesta semana”, disse o analista Jeffrey Halley, da OANDA.