Agronegócio

Preços do petróleo caem com alívio em preocupação por oleoduto e com Covid na Índia

Reuters
Reuters

11 de maio de 2021 - 15:02 - Atualizado em 11 de maio de 2021 - 15:05

Por Shadia Nasralla

LONDRES (Reuters) – Os preços do petróleo recuavam nesta terça-feira, em meio a alívio em temores quanto a uma prolongada paralisação do maior sistema de oleodutos dos Estados Unidos e com a crise do coronavírus na Índia também pesando.

O petróleo Brent recuava 0,47 dólar, ou 0,69%, a 67,85 dólares por barril, às 8:21 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 0,47 dólar, ou 0,72%, a 64,45 dólares por barril.

A queda do petróleo era ajudada por um sentimento fraco no mercado, uma vez que ações na Ásia sofreram uma queda liderada por papéis de tecnologia e o mercado reduziu preocupações com o fechamento temporário dos dutos da Colonial Pipeline nos EUA, disse Margaret Yang, estrategista da DailyFX.

A Colonial Pipeline, que transporta mais de 2,5 milhões de barris por dia de gasolina, diesel e combustível de aviação, disse na segunda-feira que está trabalhando para recuperar boa parte de suas operações até o final da semana.

Enquanto isso, operadores reservaram ao menos quatro navios-tanque para guardar produtos refinados de petróleo na costa do Golfo dos EUA, depois de ataques cibernéticos que tiraram os dutos de operação, segundo dados de navegação nesta terça-feira.

Os futuros da gasolina nos EUA e o óleo para aquecimento, que subiram após a parada dos oleodutos, voltaram aos níveis vistos antes de sexta-feira devido às perspectivas de retomada.

Enquanto isso, o sentimento do mercado também era abalado pela rápida disseminação do coronavírus na Índia, que tem aumentado clamores por um lockdown no país, o segundo mais populoso do mundo e o terceiro maior consumidor global de petróleo.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.