Agronegócio

Preços do petróleo caem com retomada do tráfego no Canal de Suez

Reuters
Reuters

29 de março de 2021 - 12:52 - Atualizado em 29 de março de 2021 - 12:55

Por Stephanie Kelly

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo recuavam nesta segunda-feira, depois que um navio porta-contêineres que bloqueou o Canal de Suez por quase uma semana foi desencalhado e permitiu a retomada do tráfego pela via marítima.

Preocupações com a demanda por combustíveis na Europa, que segue fraca em meio a novos “lockdowns” em diversos países que visam conter o avanço da Covid-19, também ajudavam a derrubar as cotações.

O petróleo Brent subia 0,01 dólar, ou 0,02%, a 64,58 dólares por barril, às 12:49 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos avançava 0,15 dólar, ou 0,25%, a 61,12 dólares por barril.

Imagens ao vivo do Canal de Suez, de uma emissora de televisão local, mostravam o navio Ever Given cercado por embarcações rebocadoras e se movimentando lentamente para o centro do canal nesta segunda-feira.

A TV ExtraNews disse que o navio se movimentava a uma velocidade de 1,5 nós.

Mas impactos sobre a indústria global de navegação podem levar semanas ou até meses para serem dissipados, segundo importantes empresas do setor.

“O mercado vai logo se dar conta de que, apesar das notícias positivas, alguns efeitos em cascata são esperados mesmo que o Ever Given deixe o canal em dias”, disse Louise Dickson, analista de mercados de petróleo.

Os preços do petróleo oscilaram violentamente nos últimos dias, à medida que negociantes e investidores tentavam pesar os impactos do bloqueio em Suez sobre o setor, enquanto buscavam avaliar também efeitos de “lockdowns” contra o coronavírus na Europa.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.