Agronegócio

Preços do petróleo caem por preocupações com demanda

Reuters
Reuters

28 de dezembro de 2020 - 18:03 - Atualizado em 28 de dezembro de 2020 - 18:05

Por Laila Kearney

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo recuaram nesta segunda-feira, à medida que as preocupações relacionadas ao enfraquecimento da demanda por combustíveis e a perspectiva de aumento de produção pela Opep+ ofuscam o otimismo gerado pelo pacote de estímulos nos Estados Unidos.

As cotações do petróleo chegaram a subir no início da sessão, com o Brent superando a marca de 52 dólares por barril, diante da busca de democratas por pagamentos diretos de 2 mil dólares em alívio à Covid-19 nos EUA e da assinatura do presidente Donald Trump em um acordo de 2,3 trilhões de dólares em estímulos.

No entanto, a nova variante do coronavírus no Reino Unido gerou a reimposição de medidas restritivas, afetando a demanda no curto prazo e pressionando os valores do petróleo, enquanto o número de casos e hospitalizações tem aumentado em partes da Europa e da África.

O petróleo Brent fechou em queda de 0,43 dólar, ou 0,84%, a 50,86 dólares por barril, após tocar máxima de 52,02 dólares na sessão. O petróleo dos EUA (WTI) recuou 0,61 dólar, ou 1,26%, para 47,62 dólares o barril.

“Continuamos focados nessa pandemia e no que janeiro vai nos trazer”, disse John Kilduff, sócio da Again Capital em Nova York. “As perspectivas de mais ‘lockdowns’ estão aumentando, e acho que é isso que está segurando o mercado”.

(Reportagem adicional de Alex Lawler, Koustav Samanta e Naveen Thukral)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.