Agronegócio

Preços do petróleo ampliam perdas com queda de mais de 3% motivada por lockdowns

Reuters
Reuters

29 de outubro de 2020 - 19:00 - Atualizado em 29 de outubro de 2020 - 19:05

Por Jessica Resnick-Ault

NOVA YORK (Reuters) – Os preços do petróleo recuaram mais de 3% nesta quinta-feira, atingindo mínimas de cinco meses e ampliando as grandes perdas da sessão anterior, diante do impacto que novos lockdowns relacionados à pandemia de coronavírus podem ter sobre a demanda pela commodity.

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em queda de 1,47 dólar, ou 3,76%, a 37,65 dólares por barril, após tocarem uma mínima de 36,64 dólares na sessão, menor nível em cinco meses.

Já o petróleo dos Estados Unidos (WTI) recuou 1,22 dólar, ou 3,26%, para 36,17 dólares o barril, depois de registrar uma mínima de 34,92 dólares, menor preço desde meados de junho.

Ambos os contratos haviam despencado 5% na quarta-feira.

“As pessoas estão reagindo à disparada nos casos de Covid, estão reagindo ao número de novos casos”, disse Bob Yawger, diretor de Futuros de Energia do Mizuho em Nova York.

O mercado também sofreu pressão de preocupações com a demanda, já que não há um estímulo adicional dos EUA disponível, acrescentou Yawger.

Com a contagem de casos de Covid-19 avançando na Europa, a França vai ordenar que as pessoas permaneçam em casa a partir de sexta-feira, com exceção de atividades essenciais, enquanto a Alemanha fechará bares, restaurantes e teatros a partir de 2 de novembro, até o final do mês.

(Por Ahmad Ghaddar; reportagem adicional de Shu Zhang e Sonali Paul)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.