Agronegócio

Preço da carne de porco na Alemanha se estabiliza após queda por peste suína

Reuters
Reuters

16 de setembro de 2020 - 14:43 - Atualizado em 16 de setembro de 2020 - 14:45

HAMBURGO (Reuters) – Os preços da carne de porco na Alemanha permaneceram na casa de 1,27 euro por quilo nesta semana, apesar de uma série de proibições a importações após a detecção de um caso de peste suína africana no país, disse a associação de produtores VEZG nesta quarta-feira.

Os preços operavam em cerca de 1,47 euro por kg antes da confirmação do caso de peste suína africana na última quinta-feira, e caíram para 1,27 euro/kg na sexta.

Nos últimos dias, China, Coreia do Sul e Japão proibiram importações de carnes de porco provenientes da Alemanha, após o registro da doença em um javali –que não é um animal de fazenda– no leste do país.

A doença não afeta humanos, mas é fatal para porcos, o que faz com que nações importadoras de carne suína costumem impor proibições a países onde a peste foi detectada, mesmo que apenas em animais selvagens.

As exportações de carne suína da Alemanha para a China haviam mais que dobrado no primeiro semestre deste ano, segundo informações divulgadas nesta quarta-feira pelo serviço alemão de estatísticas.

“No mercado de porcos para abatedouros, os eventos de peste suína africana e as repercussões para os mercados de exportação continuam causando incerteza”, disse a associação. “Mas depois das firmes quedas dos preços na semana passada, os valores para os frigoríficos se mantiveram inalterados.”

Um operador afirmou que as perdas da China e de outros mercados de exportação foram precificadas na sexta-feira, e que agora as atenções estão voltadas para o quão rápido a Alemanha conseguirá desenvolver mercados alternativos para os embarques –especialmente na União Europeia, onde as exportações alemãs de carne suína continuam sendo permitidas.

(Reportagem de Michael Hogan)