Agronegócio

Plantio de grãos da Ucrânia enfrenta pior situação climática em 10 anos, diz APK

Reuters
Reuters

16 de setembro de 2020 - 18:17 - Atualizado em 16 de setembro de 2020 - 18:20

KIEV (Reuters) – As condições climáticas para o plantio de grãos de inverno na Ucrânia são as piores dos últimos dez anos, devido à seca severa que assola a maior parte do país, disse a consultoria APK-Inform nesta quarta-feira, citando meteorologistas.

A Ucrânia, que está entre as maiores produtoras e exportadoras de grãos do mundo, deve reduzir sua produção para cerca de 68 milhões de toneladas neste ano, depois de atingir um recorde de 75 milhões de toneladas na temporada anterior, em função do tempo adverso.

“Até 10 de setembro, a área agrícola com solo absolutamente seco e quase seco avançou para um nível entre 60% e 70% (da área total). Ao mesmo tempo, a camada de solo de 0 centímetro a 10 centímetros estava quase seca em de 70% a 80% da área”, disseram meteorologistas em um relatório.

“O plantio em massa da safra de inverno (do Hemisfério Norte) com uma umidade tão baixa é impraticável”, afirmaram eles, acrescentando que em algumas áreas de regiões centrais as reservas de umidade do solo são as piores dos últimos 50 anos de observação.

Os meteorologistas não veem nenhuma melhora significativa na umidade no solo no futuro próximo. Chuvas leves previstas para o final desta semana podem umedecer apenas a camada superficial do solo.

O relatório indicou que a semeadura em massa das safras de inverno poderá ser adiada até o final de setembro, ou até mesmo para o início de outubro.

Na semana passada, o Ministério da Agricultura ucraniano afirmou que os agricultores ainda não deram início ao plantio de grãos para colheita em 2021 por causa da seca.

(Reportagem de Pavel Polityuk)