Agronegócio

Petróleo sobe com potencial obstáculo em negociações com Irã

Reuters
Reuters

24 de maio de 2021 - 14:59 - Atualizado em 24 de maio de 2021 - 15:00

Por Noah Browning

LONDRES (Reuters) – Os preços do petróleo subiam nesta segunda-feira em meio a potenciais entraves a uma retomada do acordo nuclear de 2015 com o Irã, que poderia aumentar a oferta de petróleo, enquanto o Goldman Sachs afirmou que o cenário de alta dos preços da commodity se mantém mesmo com aumento nas exportações iranianas.

O petróleo Brent subia 1,15 dólar, ou 1,73%, a 67,59 dólares por barril, às 8:25 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos avançava 1,11 dólar, ou 1,75%, a 64,69 dólares por barril.

Os preços haviam caído quase 3% na semana passada, depois que o presidente do Irã Hassan Rouhani disse que os Estados Unidos estavam prontos a retirar sanções sobre os setores de petróleo, bancário e de navegação do país.

Mas o presidente do parlamento iraniano disse no domingo que um acordo trimestral de mmonitoramentoentre o Irã e o órgão de energia nuclear da ONU expirou e não terá mais acesso a imagens internas de algumas instalações nucleares do Irã.

Diplomatas europeus disseram na semana passada que um fracasso na prorrogação do acordo de monitoramento poderia gerar uma crise nas negociações indiretas entre os governos dos EUA e do Irã sobre a retomada do acordo nuclear, que deveriam ser retomadas em Viena nesta semana.

O ex-presidente norte-americano Donald Trump retirou os EUA do acordo em 2018 e retomou as sanções contra o Irã.

“Apesar de tudo, parece ser uma questão de tempo antes que os lados envolvidos assinem um novo acordo nuclear”, disse Stephen Brennock, da corretora PVM.

“”Os investidores estão se preparando para uma nova onda do que certamente seria um petróleo iraniano com grandes descontos… mas, apesar de todo esse alarmismo, é improvável que um aumento agressivo na produção e nas exportações iranianas paralise a redução dos estoques globais de petróleo.”

Analistas do Goldman Sachs disseram que o cenário de alta nos preços seguiria intacto mesmo com a potencial retomada das exportações do Irã, uma vez que as vacinas guiarão um aumento na demanda global.

“Mesmo assumindo agressivamente uma retomada em julho, nós estimamos que os preços do Brent ainda atingiriam 80 dólares por barril no quarto trimestre de 2021”, disse o banco em nota.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.