Agronegócio

Petrobras espera ofertas vinculantes por refinaria no Paraná em dezembro, diz CEO

Reuters
Reuters

29 de outubro de 2020 - 11:54 - Atualizado em 29 de outubro de 2020 - 11:55

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) – A Petrobras espera realizar em dezembro um processo para recebimento de ofertas vinculantes por sua refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), no Paraná, disse nesta quinta-feira o presidente da estatal, Roberto Castello Branco.

“Está tudo prosseguindo como esperado, exceto pelo fato, como mencionei, de um atraso devido à Covid-19”, disse o executivo, ao ser questionado sobre as negociações para venda do ativo durante teleconferência de resultados do terceiro trimestre.

A Petrobras já recebeu propostas iniciais pela Repar, mas sinalizou no final de setembro que abriria uma nova rodada para os interessados na unidade, após ter recebido dois lances com valores próximos. A empresa também considerou os valores oferecidos baixos, disseram fontes à Reuters.

O CEO ainda afirmou que a Petrobras espera obter em novembro aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para a venda de sua unidade de gás liquefeito de petróleo, a Liquigás.

Por outro lado, tentativas de desinvestimento de fatia da companhia na Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG) estão “travadas” por questões regulatórias, acrescentou Castello Branco.

(Por Luciano Costa e Gram Slattery)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.