Agronegócio

Ministério aposta em leilão da Ferrogrão em 2021

Reuters
Reuters

27 de abril de 2021 - 14:57 - Atualizado em 27 de abril de 2021 - 15:00

(Amplia publicação, sem alterar texto)

SÃO PAULO (Reuters) – O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, afirmou nesta terça-feira que o leilão da ferrovia Ferrogrão deve ocorrer no segundo semestre e que os entraves legais que estão impedindo o projeto serão superados.

A ferrovia, um projeto bilionário de construção entre o Mato Grosso e o Pará, teve projeto enviado ao Tribunal de Contas da União (TCU) em meados do ano passado e, segundo Freitas, agora o empreendimento está em fase de certificação de critérios ambientais por parte de consultoria internacional.

“O Brasil precisa da Ferrogrão. Vai ser divisor de águas e regulador de tarifas (de frete)”, afirmou Freitas durante evento online do banco Santander Brasil. “Estamos caminhando a passos largos para a obtenção de selo verde que vai tirar o risco de imagem que alguns interessados às vezes observam”, disse Freitas sem citar o nome da consultoria.

Com 933 km de extensão, a Ferrogrão terá, segundo o governo, papel estruturante para o escoamento de produção de grãos do Centro-Oeste e de outros produtos como fertilizantes, açúcar e etanol. A expectativa de investimento no projeto, que tem sido alvo de uma série de questionamentos judiciais, é de 8,4 bilhões de reais.

Em março, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu medida cautelar para suspender a eficácia de uma lei de 2017 que altera os limites do Parque Nacional do Jamanxim, no Pará, para permitir a passagem da Ferrogrão.

Freitas afirmou também durante o evento que o marco regulatório das ferrovias está na “reta final” de avaliação pelo Senado e estimou que uma tramitação do texto pela Câmara dos Deputados será “muito rápida”. Segundo o ministro, o marco deve gerar mais de 20 bilhões de reais em investimentos para o setor.

O ministro também afirmou que o edital de concessão da rodovia Nova Dutra, entre Rio de Janeiro e São Paulo, está em fase final para um parecer no TCU.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.