Agronegócio

Milho, trigo e soja fecham em queda em Chicago após sessão volátil

Reuters
Reuters

28 de abril de 2021 - 18:35 - Atualizado em 28 de abril de 2021 - 18:40

Por Christopher Walljasper

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros de milho, trigo e soja negociados em Chicago recuaram nesta quarta-feira, em meio a movimentos de realização de lucros, após terem operado em alta no início da sessão, à medida que o mercado avaliava os riscos climáticos para as safras de Brasil e Estados Unidos.

O contrato mais ativo do milho fechou em queda de 10,50 centavos de dólar, a 6,44 dólares por bushel, enquanto o contrato maio, com vencimento mais próximo, apurou perda de 9,25 centavos, a 6,8625 dólares/bushel.

O trigo recuou 10 centavos, para 7,2275 dólares o bushel, enquanto a soja cedeu 5,75 centavos, a 15,1375 dólares por bushel.

“Enormes compras especulativas empurraram este mercado para cima, mas ele também acompanha uma excelente demanda”, disse Jeff French, proprietário da Ag Hedgers, sobre o milho. “Apenas ficou exagerado e passou por uma correção”.

O milho tem se mantido no centro do rali dos grãos. O tempo frio para plantio do cereal nos EUA e as condições de seca para o cultivo no Brasil levantaram dúvidas sobre as safras dos dois maiores exportadores globais da commodity em momento de ofertas escassas.

A previsão é de que a seca persista até o início de maio no sul do Brasil, mas expectativas de um aumento das temperaturas e registro de chuvas no Meio-Oeste dos EUA podem ajudar na semeadura e no desenvolvimento da safra.

(Reportagem adicional de Gus Trompiz, em Paris)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.