Agronegócio

Milho salta 6% com demanda de exportação, compras técnicas e cobertura de vendidos

Reuters
Reuters

27 de maio de 2021 - 18:47 - Atualizado em 27 de maio de 2021 - 18:50

Por Karl Plume

CHICAGO (Reuters) – Os contratos futuros do milho avançaram mais que 6% nesta quinta-feira na bolsa de Chicago por compras técnicas e de cobertura de vendidos após mínima de um mês, além de forte demanda.

A soja seguiu a alta do milho, avançando pela primeira vez em oito sessões depois atingir a mínima de um mês no dia anterior.

Os futuros do trigo subiram pela primeira vez em nove sessões, impulsionados pela cobertura de vendidos, compras técnicas e preocupações sobre os plantios recentes, devido a uma seca nas planícies do norte.

O milho para julho atingiu limite de alta de 40 centavos de dólar, a 6,6450 dólares por bushel. O ganho de 6,4% foi o maior para o contrato mais ativo de milho desde junho de 2015.

A soja para julho teve alta de 33,50 centavos em 15,37 dólares por bushel e o trigo para julho subiu 27,75 centavos de dólar, para 6,7625 dólares o bushel.

A soja e o milho obtiveram ganhos apesar do clima favorável para a safra do Meio-Oeste dos Estados Unidos, além das previsões mais benéficas para as chuvas nos próximos dias.

“Estamos vendo compras especulativas chegando ao mercado. O clima realmente não justifica esse rali na nova safra de milho e soja, porém a demanda ainda está aqui”, afirmou Brian Hoops, presidente da corretora dos EUA Midwest Market Solutions.

(Reportagem adicional de Naveen Thukral em Cingapura e Sybille de La Hamaide em Paris)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.