Agronegócio

Importadores de milho vietnamitas cancelam negócios e adiam embarques por sobreoferta

Reuters
Reuters

26 de agosto de 2020 - 14:17 - Atualizado em 26 de agosto de 2020 - 14:20

Por Naveen Thukral

CINGAPURA (Reuters) – Importadores de milho do Vietnã, um dos mercados de ração que mais cresce no mundo, estão adiando compras e chegaram a cancelar alguns carregamentos em meio ao excesso de oferta do cereal no país, segundo duas fontes comerciais.

Os compradores encomendaram cerca de 3 milhões de toneladas de milho, com origem principalmente na América do Sul, para entregas em agosto e setembro, na expectativa de uma recuperação de demanda.

“Eles compraram em excesso, mas a demanda continuou fraca”, disse uma das fontes, que atua em uma trading internacional em Cingapura.

“Agora eles estão avaliando postergar as compras para os próximos meses, quando for possível –novembro ou até mesmo dezembro”, acrescentou.

As estimativas de operadores para os carregamentos cancelados ou com entregas adiadas giram em torno de quatro a nove navios do tipo Panamax, que possuem capacidade para cerca de 60 mil toneladas cada.

O Vietnã, que viu suas importações de milho aumentarem em cerca de 10 vezes em uma década, deve receber 11,5 milhões de toneladas do cereal em 2020/21, segundo dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês).

Os compradores vietnamitas estão chegando a acordos mútuos com os vendedores em termos e condições para cancelar ou postergar a chegada de navios que carregam milho especialmente do Brasil e Argentina, disseram as duas fontes, que vendem o produto com frequência para compradores no Sudeste da Ásia.

“Honestamente, mais pessoas no front da oferta estão dispostas a recomprar, já que os preços subiram”, disse a segunda fonte.

“Para o futuro, não esperamos que mais importadores cancelem negócios, uma vez que os preços estão em alta”, afirmou.

As duas fontes pediram para não ser identificadas, pois não estão autorizadas a falar com a imprensa.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.