Agronegócio

Importação de soja dos EUA pela China salta na comparação anual em novembro

Reuters
Reuters

28 de dezembro de 2020 - 14:00 - Atualizado em 28 de dezembro de 2020 - 14:05

PEQUIM (Reuters) – As importações chinesas de soja junto aos Estados Unidos mais que dobraram em novembro na comparação com mesmo período do ano passado, mostraram dados de alfândega, principalmente devido à chegada de carregamentos agendados após o acordo comercial de fase 1 assinado entre Estados Unidos e China.

A China, maior compradora mundial de soja, importou 6,04 milhões de toneladas da oleaginosa dos EUA em novembro, ou 136% a mais que no mesmo mês do ano passado, segundo dados da Administração Geral de Alfândegas na sexta-feira.

Os compradores chineses aumentaram compras de produtos agrícolas dos EUA neste ano, em parte para cumprir compromissos do acordo de janeiro, que visou aliviar temporariamente uma guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo.

Os embarques em novembro também ficaram acima das 3,4 milhões de toneladas de outubro, quando a soja dos EUA começou a dominar o mercado, no quarto trimestre.

Nos primeiros 11 meses do ano, a China importou 20,05 milhões de toneladas em soja dos EUA, alta de 45% frente às 13,85 milhões de toneladas no mesmo período do ano anterior.

A China também importou em novembro 2,74 milhões de toneladas de soja do Brasil, com recuo de 29% na comparação anual e também queda frente às 4,23 milhões de toneladas importadas do país da América do Sul em outubro, com a safra brasileira perto do final.

Os embarques do Brasil entre janeiro e novembro somaram 63,1 milhões de toneladas, alta de 19% ante as 52,84 milhões de toneladas do ano anterior.

A China importou em novembro um total de 9,59 milhões de toneladas de soja, alta de 15,8% na comparação ano a ano.

(Por Dominique Patton e Hallie Gu)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.