Agronegócio

Ibovespa flerta com 117 mil pontos e caminha para março positivo

Reuters
Reuters

31 de março de 2021 - 11:34 - Atualizado em 31 de março de 2021 - 11:35

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) – O Ibovespa voltou a flertar com os 117 mil pontos nesta quarta-feira, com o noticiário corporativo sob os holofotes e caminhando para fechar março com o primeiro desempenho mensal positivo em 2021.

Às 11:15, o Ibovespa, índice de referência do mercado acionário brasileiro, caía 0,15 %, a 116.675,97 pontos. Na máxima, chegou a 117.046,04 pontos. O volume financeiro era de 6,68 bilhões de reais.

Tal desempenho assegurava uma alta de 6% em março, após acumular baixa de 4,37% em fevereiro e declínio de 3,32% em janeiro.

De acordo com a XP Investimentos, investidores aguardam nesta sessão o anúncio do presidente dos Estados Unidos com os detalhes de um pacote de infraestrutura de mais de 2 trilhões de dólares.

Joe Biden buscará uma mudança expressiva e mais permanente na direção da economia dos EUA com um pacote para investir em projetos como estradas e pontes, bem como no combate à mudança climática e para fortalecer serviços humanos.

Em Wall Street, o S&P 500 tinha elevação de 0,4%, tendo ainda no radar dados mostrando aumento na criação de vagas no setor privado norte-americano em março.

No front doméstico, a Ágora Investimentos afirma que o foco deve permanecer no cenário fiscal, em meio a discussões para o corte de emendas incluídas no Orçamento, para evitar o descumprimento do teto de gastos.

O governo publicou nesta quarta-feira decreto que permite execução provisória do Orçamento de 2021, adequando limites de pagamento de despesas primárias discricionárias de diversos ministérios às suas atuais necessidades.

A pauta do último dia de março ainda mostrou que a taxa de desemprego no Brasil calculada pelo IBGE ficou em 14,2% nos três meses até janeiro, de 14,3% de agosto a outubro de 2020. A mediana das previsões apontava 14,1%.

Análise técnica do Safra afirma que, o Ibovespa está em tendência de alta no curto prazo, após passar da sua resistência em 115.600 pontos e testar os 116.900 pontos.

“Acima desta, o índice poderá chegar em uma região de resistências entre 120.900 e 121.100 pontos. Do lado da baixa, encontrará suporte em 110.900 e, se passar deste, poderá chegar até o próximo suporte em 109.300 pontos”, afirmou.

DESTAQUES

– EQUATORIAL ON subia 6,29%, após vencer o leilão de privatização da distribuidora de energia elétrica CEEE-D, controlada pelo governo do Rio Grande do Sul, ao apresentar a única oferta pela companhia nesta quarta-feira, de 100 mil reais. A operação, de acordo com executivo da elétrica, foi vista como uma “diversificação do risco” em seus negócios, uma vez que a empresa tem perfil bem diferente das demais distribuidoras do grupo.

– CIELO ON avançava 6,15%, após o Banco Central autorizar na terça-feira arranjos das bandeiras de cartões Visa e Mastercard para usar o WhatsApp para transferências de recursos. A equipe da Genial Investimentos destacou que a Cielo deve processar as transações, mas ressaltou que a principal avenida de faturamento para a maior empresa de meios de pagamentos do país nesse arranjo ainda está sob análise. “O pagamento entre pessoas e empresas (P2M) caso aprovado deve alegrar as receitas da Cielo”, afirmou.

– GERDAU PN valorizava-se 1,7%, tendo no radar o esperado anúncio de um pacote de infraestrutura pelo governo dos Estados Unidos. Analistas do BTG Pactual destacaram que a notícia é muito positiva para o setor siderúrgico nos EUA e a Gerdau deve se beneficiar diretamente. Mesmo após vender alguns ativos nos EUA nos últimos anos, o BTG ressalta que a empresa ainda tem uma exposição relevante ao país. No setor de mineração e siderurgia do Ibovespa, VALE ON subia 0,55%.

– QUALICORP ON recuava 3,23%, abandonando os ganhos registrados mais cedo, após queda na receita no último trimestre de 2020, com declínio também no desempenho operacional medido pelo Ebitda ajustado e nas respectivas margens. Ainda assim, o lucro subiu ajudado por melhora no resultado financeiro. Analistas do Credit Suisse observaram que, mesmo com a nova realidade da empresa, ainda não viram um ‘ramp up’ nos números de 2020, conforme nota a clientes.

– COGNA ON subia 1,04%, revertendo as perdas da abertura, em meio à análise do prejuízo líquido consolidado de 4 bilhões de reais no quarto trimestre de 2020, em resultado afetado por impairment, mas também por aumento de provisões e forte piora no desempenho operacional. Em termos ajustados, o prejuízo somou 589 milhões de reais, ante lucro de 51,6 milhões de reais um ano antes. No pior momento, mais cedo, a ação caiu 2,59%.

– ITAÚ UNIBANCO PN e BRADESCO PN recuavam 1,12% e 1,61%, respectivamente, em meio a ajustes após valorização relevante na véspera.

– PETROBRAS PN avançava 0,92%, apesar da queda do petróleo Brent no exterior. A petrolífera anunciou nesta quarta-feira o início de oferta de recompra de títulos globais, prevendo desembolsar um máximo de 3,5 bilhões de dólares nas operações.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.