Agronegócio

França reduz projeção para safra de beterraba sacarina por doenças e seca

Reuters
Reuters

16 de novembro de 2020 - 14:39 - Atualizado em 16 de novembro de 2020 - 14:40

PARIS (Reuters) – O Ministério da Agricultura da França reduziu nesta segunda-feira sua previsão para a atual safra de beterraba sacarina do país em 10%, citando efeitos adicionais de doenças e da seca.

Agora, a safra de beterraba sacarina do país está projetada em 27,2 milhões de toneladas, ante 30,5 milhões esperados no mês passado. A produção deverá ficar 28% abaixo do nível de 2019, indicou o ministério em relatório mensal.

A pasta já havia reduzido a estimativa para a safra deste ano em 1,7 milhão de toneladas no mês passado, devido aos impactos de uma doença disseminada por pulgões e da seca registrada no verão (do Hemisfério Norte).

As empresas do setor adiaram operações em algumas unidades para dar às safras uma chance para a recuperação de rendimentos, mas a colheita apresentou resultados piores que o esperado em algumas regiões.

A produtividade média da beterraba sacarina neste ano foi estimada em 64,9 toneladas por hectare (t/ha), ante 85,1 t/ha no ano passado, menor nível desde 2001, disse o ministério.

ALEMANHA

Na Alemanha, a produção de açúcar refinado obtido da beterraba deverá recuar para cerca de 4,10 milhões de toneladas em 2020/21, contra 4,23 milhões de toneladas na temporada passada, disse a associação da indústria WVZ nesta segunda-feira, ao divulgar sua terceira estimativa para a safra.

Em sua previsão de outubro, a associação via a produção em 4,17 milhões de toneladas.

Os agricultores alemães plantaram cerca de 349.700 hectares de beterraba sacarina na nova safra, versus cerca de 372 mil hectares na temporada anterior, acrescentou a WVZ.

(Reportagem de Gus Trompiz e Forrest Crellin, em Paris, e Michael Hogan, em Hamburgo)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.