Agronegócio

França reduz estimativas para quase todas safras em 2020

Reuters
Reuters

13 de outubro de 2020 - 14:39 - Atualizado em 13 de outubro de 2020 - 14:40

PARIS (Reuters) – O Ministério da Agricultura da França reduziu nesta terça-feira praticamente todas suas estimativas para as safras de cereais, oleaginosas e beterraba sacarina do país neste ano, diante de impactos do clima adverso ao longo da temporada.

Em um relatório mensal sobre os cultivos, o ministério diminuiu a projeção para a safra 2020 de milho, cuja colheita está em andamento, para 13,5 milhões de toneladas, ante 14,1 milhões de toneladas vistas no mês passado, depois de uma grande redução nas perspectivas de produtividade.

Apesar disso, a pasta acrescentou que a colheita francesa de milho ainda ficará 6% acima da registrada no ano anterior e 4% acima da média histórica de cinco anos, devido ao aumento na área plantada com o cereal.

O governo da França ainda reduziu sua estimativa para a safra de beterraba sacarina para 30,5 milhões de toneladas, contra 32,2 milhões de toneladas na projeção do mês passado. A nova cifra é 20% inferior à verificada na temporada anterior.

Para a safra 2020 de trigo de inverno, o ministério diminuiu sua estimativa para 29,2 milhões de toneladas, versus 29,5 milhões de toneladas na previsão anterior, por causa de reduções tanto na área semeada quanto nas perspectivas de produtividade, confirmando que a maior produtora de grãos da União Europeia colhe uma das menores safras dos últimos anos.

A estimativa para o trigo de inverno fica 26% abaixo da safra do ano passado e 18% abaixo da média de cinco anos, após o cultivo ter sofrido com fortes chuvas durante o período de plantio e com o tempo seco na primavera (do Hemisfério Norte).

O ministério também cortou quase todas suas outras projeções para grãos e oleaginosas.

(Reportagem de Sybille de La Hamaide)