Agronegócio

Estoque de café verde dos EUA recua em mais de 300 mil sacas, diz GCA

Reuters
Reuters

15 de setembro de 2020 - 17:51 - Atualizado em 15 de setembro de 2020 - 17:55

Por Marcelo Teixeira

NOVA YORK (Reuters) – A quantidade de café verde estocada em armazéns nos Estados Unidos recuou em 309.013 sacas de 60 quilos, atingindo 6,74 milhões de sacas ao final de agosto, disse a Associação do Café Verde dos EUA (GCA, na sigla em inglês) nesta terça-feira.

Essa é a maior redução mensal dos estoques de café dos EUA desde fevereiro, e a primeira grande queda durante a pandemia de coronavírus –quando os estoques tiveram aumentos constantes, já que a maior parte das cafeterias permaneceu fechada.

Mesmo assim, os níveis atuais ainda são altos, considerando as mínimas históricas de menos de 4 milhões de sacas vistas em 2011. Os estoques também seguem confortáveis em relação aos dados do final de março, quando haviam recuado para quase 6 milhões de sacas.

Os números da GCA incluem tanto o café localizado em armazéns da bolsa quanto os volumes no mercado físico. As maiores reduções foram vistas nos portos de San Francisco e Baltimore.

Os dados são divulgados em momento em que os estoques certificados pela ICE figuram nos mais baixos níveis em 20 anos, registrando 1,16 milhão de sacas nesta terça-feira.

Apesar dos baixos estoques certificados, a maioria dos analistas vê o mercado com boa oferta após uma safra recorde no Brasil, maior produtor global da commodity.