Agronegócio

Esmagamento de soja nos EUA tem recorde de 185,245 mi bushels em outubro, diz Nopa

Reuters
Reuters

16 de novembro de 2020 - 19:46 - Atualizado em 16 de novembro de 2020 - 19:50

Por Karl Plume

CHICAGO (Reuters) – O esmagamento mensal de soja nos Estados Unidos atingiu uma máxima recorde em outubro, superando todas as expectativas do mercado, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira pela Associação Nacional dos Processadores de Oleaginosas (Nopa, na sigla em inglês).

A Nopa disse que seus membros, que realizam cerca de 95% de todo o processamento de soja nos EUA, esmagaram 185,245 milhões de bushels da oleaginosa no mês passado, ante 161,491 milhões de bushels em setembro e 175,397 milhões de bushels em outubro de 2019.

Este foi o maior nível de processamento já registrado, superando o recorde anterior de 181,374 milhões de bushels, estabelecido em março de 2020.

Analistas esperavam que o esmagamento avançasse para 177,123 milhões de bushels, segundo a média das estimativas de 11 casas. As projeções variavam de 170 milhões a 183 milhões de bushels.

O processamento de soja nos EUA costuma ganhar força em outubro, à medida que as unidades de esmagamento recebem uma enxurrada de grãos recém-colhidos. Neste ano, as processadoras também foram estimuladas pelas fortes margens de esmagamento, já que os preços mais altos dos produtos derivados mais do que compensam o aumento na cotação da soja em grãos, disseram analistas.

Os estoques de óleo de soja entre os membros da Nopa terminaram outubro em 1,487 bilhão de libras-peso, enquanto as exportações de farelo de soja totalizaram 945.835 toneladas no mês passsado.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.