Agronegócio

Dólar recua após intervenção do BC em dia de temores por Covid e eleições nos EUA

Reuters
Reuters

30 de outubro de 2020 - 14:44 - Atualizado em 30 de outubro de 2020 - 14:45

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar engatava queda contra o real nesta sexta-feira, cedendo terreno depois de ter superado os 5,80 reais mais cedo, o que levou o Banco Central a anunciar seu segundo leilão de moeda à vista em apenas três dias.

Às 14:42, o dólar recuava 0,28%, a 5,7476 reais na venda, enquanto o dólar futuro de maior liquidez caía 0,13%, a 5,772 reais.

Mais cedo, na máxima da sessão, a divisa norte-americana disparou a 5,8090 reais, seu maior patamar desde 15 de maio. Instantes depois, o Banco Central anunciou leilão de moeda spot, em que vendeu 787 milhões de dólares.

“A intervenção do Banco Central é uma correção de disfuncionalidades, e correta nesta situação”, opinou Alejandro Ortiz, economista da Guide.

Ele ressaltou a disseminação da Covid-19 e o nervosismo antes das acirradas eleições norte-americanas como fatores que explicam o salto do dólar a um patamar tão elevado mais cedo, além das persistentes preocupações fiscais domésticas.

Colaborando para a volatilidade nos mercados de câmbio, esta sexta-feira marca o dia da formação da Ptax de fim de mês, bem como as vésperas de um fim de semana prolongado pelo feriado do Dia de Finados na segunda-feira. As negociações no mercado local retornam justamente no dia da eleição presidencial nos Estados Unidos.

(Edição de Camila Moreira)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.