Agronegócio

Dólar cai e ameaça suporte de R$5,30 antes de ata do Fed

Reuters
Reuters

25 de novembro de 2020 - 15:38 - Atualizado em 25 de novembro de 2020 - 15:40

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar acelerou as perdas ante o real durante a tarde desta quarta-feira, flertando com o suporte psicológico de 5,30 reais num dia de ampla fraqueza da divisa norte-americana, que no exterior operava nas mínimas em quase três meses antes da divulgação da ata do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos.

Às 15h21, o dólar à vista caía 1,22%, 5,3105 reais na venda, depois de descer a 5,3052 reais há pouco, queda de 1,32%.

Na máxima, alcançada logo após a abertura dos negócios, a cotação subiu 0,37%, para 5,396 reais.

O real liderava os ganhos nos mercados globais, mas era seguido de perto peso chileno (+1,2%), lira turca (+1%) e coroa norueguesa (+0,9%), divisas que também se beneficiam de perspectiva de farta liquidez no mundo.

O mercado aguarda para as 16h (de Brasília) a divulgação pelo Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) da ata de sua última reunião de política monetária.

O Fed vem defendendo a manutenção de recursos para financiar suas ferramentas de apoio à economia, especialmente depois de o Tesouro dos EUA anunciar o encerramento de alguns dos principais programas no fim deste ano.

Apesar disso, o mercado vem reagindo com venda de dólar à possível indicação da ex-chair do Federal Reserve Janet Yellen para o comando do Tesouro dos EUA. O entendimento é que a dupla Yellen/Powell –Jerome Powell, atual chair do Fed– poderia promover uma coordenação sem precedentes entre as políticas monetária e fiscal a fim de garantir a recuperação econômica dos EUA da crise da Covid-19.

(Por José de Castro)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.