Agronegócio

Deral reduz previsões para soja e 2ª safra de milho 20/21 do Paraná

Reuters
Reuters

29 de abril de 2021 - 12:37 - Atualizado em 29 de abril de 2021 - 12:40

SÃO PAULO (Reuters) – A colheita de soja e a segunda safra de milho do Paraná, segundo Estado produtor de grãos do Brasil, serão menores do que o esperado, à medida que o Estado contabiliza o impacto do tempo seco, apontou nesta quinta-feira o Departamento de Economia Rural (Deral).

O maior ajuste negativo foi feito para a segunda safra de milho, com a produção agora estimada em 12,23 milhões de toneladas, ante 13,38 milhões na previsão de março e 11,9 milhões no ciclo anterior, segundo o Deral, que tem apontado deterioração das lavouras do cereal semana após semana.

A produção ainda subiria 3% ante a temporada anterior, mas ficaria abaixo do potencial, uma vez que a área plantada deverá crescer 8%, para cerca de 2,5 milhões de hectares, de acordo com dados do órgão do governo.

A safra de soja do Paraná 2020/21 foi estimada em 19,8 milhões de toneladas, ante 20,09 milhões em março e 20,78 milhões em 2019/20 –a colheita da oleaginosa já está finalizada.

Já a safra de trigo do Estado líder na produção do cereal foi estimada em 3,8 milhões de toneladas, ante 3,77 milhões na previsão de março e 3,12 milhões em 2020, segundo o Deral. Essa lavoura de inverno está em fase de plantio.

(Por Roberto Samora)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.