Agronegócio

Demanda da China torna cevada da Ucrânia mais cara do que trigo para moagem

Reuters
Reuters

12 de março de 2021 - 16:05 - Atualizado em 12 de março de 2021 - 16:10

KIEV (Reuters) – Os preços da cevada de origem ucraniana da safra deste ano ultrapassaram os do trigo de moagem de alta qualidade devido à forte demanda da China, disseram analistas da APK-Inform nesta sexta-feira.

Os preços de contrato antecipado para cevada da colheita de 2021 ficaram em 220-230 dólares a tonelada (CPT) no Mar Negro, entrega entre junho-julho, enquanto o trigo para moagem de alta qualidade custou entre 218-227 dólares a tonelada com a mesma data de entrega, disse a consultoria.

“Esse spread atípico se deve em grande parte à alta atividade de compra da China no segmento de cevada, tanto das safras antigas quanto das novas. Os volumes de importação de cevada pela China estão simplesmente fora de escala”, disse em um comunicado.

A APK-Inform observou que a China comprou 2,7 milhões de toneladas de cevada ucraniana de julho de 2020 a fevereiro de 2021, em comparação com 800 mil toneladas no mesmo período da temporada anterior.

Os preços da cevada da colheita de 2020 estão entre 247 e 255 a tonelada CPT Mar Negro, disse a consultoria.

A Ucrânia é um produtor e exportador tradicional de cevada, enviando a commodity principalmente para o norte da África e Oriente Médio.

A Ucrânia colheu 7,8 milhões de toneladas de cevada em 2020 e deve exportar 4,2 milhões de toneladas na temporada 2020/21, de acordo com estimativas da APK-Inform. O governo estima as exportações em 3,815 milhões de toneladas no ciclo 2020/21, de julho a junho.

O Ministério da Economia da Ucrânia prevê que a colheita de cevada poderia aumentar para 9,2 milhões de toneladas em 2021, graças a uma maior área de semeadura e melhores condições climáticas.

(Reportagem de Pavel Polityuk)