Agronegócio

CORREÇÃO-China registra primeiro surto de peste suína em quase três meses

Reuters
Reuters

21 de janeiro de 2021 - 11:51 - Atualizado em 21 de janeiro de 2021 - 11:55

(Corrige no segundo parágrafo para “carne de porco” ao invés de “carne bovina”, corrige erro de digitação no 3° parágrafo (“uma” e não “ma”))

Por Tom Daly

(Reuters) – A China registrou nesta quinta-feira um surto de peste suína africana na província de Guangdong, ao sul do país, nos primeiros casos da doença em quase três meses.

A peste suína africana devastou o rebanho de porcos da China, maior consumidor global de carne de porco, a partir de um primeiro surto em meados de 2018, matando milhões de animais. A indústria se recuperou desde então, no entanto, com o rebanho crescendo 31% ano a ano para 406,5 milhões de cabeças ao final de 2020.

Os casos em Guangdong ocorreram em uma fazenda no condado de Pingyuan com 1.015 animais, matando 214 deles, disse o Ministério da Agricultura em comunicado, acrescentando que suspeitam que transporte ilegal de suínos possa ter causado os casos.

O último surto de peste suína registrado na China foi em 26 de outubro passado, quando autoridades apreenderam um veículo que estava levando suínos ilegalmente para a província de Sichuan a partir de uma outra região.

O último surto confirmado em uma fazenda foi há mais de sete meses, em 5 de junho, na província de Yunnan, segundo o site do ministério.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.