Agronegócio

Colheita de soja atinge 2,23% da área em MT; plantios de milho e algodão têm atraso

Reuters
Reuters

22 de janeiro de 2021 - 17:17 - Atualizado em 22 de janeiro de 2021 - 17:20

SÃO PAULO (Reuters) – A colheita de soja 2020/21 em Mato Grosso atingiu 2,23% da área plantada, com um avanço semanal de 1,43 ponto percentual, disse nesta sexta-feira o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), indicando que os trabalhos seguem atrasados em relação às temporadas anteriores.

No mesmo período da safra 2019/10, o Estado havia colhido 14,42% das áreas semeadas, enquanto a média histórica de cinco anos para esta etapa da colheita atinge 11,7%, segundo os dados do instituto.

Maior produtor de soja do Brasil, Mato Grosso sofreu com a seca no início do período de semeadura da oleaginosa, o que chegou a atrasar os trabalhos dos produtores locais e traz impactos para os plantios das segundas safras.

Cultivado logo após a colheita da soja, o algodão 2020/21 permanece com ritmo de semeadura muito aquém do verificado em anos anteriores em Mato Grosso. De acordo com o Imea, o plantio da fibra atingiu nesta semana 16,09% das áreas esperadas, ante 56,58% em 2019/20 e 48,10% na média histórica.

Já o plantio da “safrinha” de milho foi mencionado pela primeira vez em relatório do Imea nesta temporada. O órgão apurou que a semeadura do cereal alcançou 1,01% da área projetada –em igual período do ano passado, atingia 9,82%, e na média de cinco anos bate 9,59%.

(Por Gabriel Araujo)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.