Agronegócio

Chuvas irregulares afetam lavouras do centro-sul na 1ª quinzena do mês, diz Conab

Reuters
Reuters

24 de novembro de 2020 - 20:53 - Atualizado em 24 de novembro de 2020 - 20:55

SÃO PAULO (Reuters) – As chuvas registradas no centro-sul do Brasil durante a primeira quinzena de novembro foram irregulares e mal distribuídas na maior parte da região, o que causou impacto às lavouras, disse nesta terça-feira a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

De acordo com o Boletim de Monitoramento Agrícola da estatal, o baixo volume de precipitações tem prejudicado a evolução do plantio e o desenvolvimento dos cultivos de verão –entre os quais destacam-se a soja e a primeira safra de milho– na região Sul, embora tenha favorecido a colheita de trigo.

Já no Centro-Oeste, disse a Conab, os gráficos de evolução do índice de vegetação medido pelo estudo também apontaram um atraso na semeadura das safras de verão na região, onde apenas Goiás recebeu volumes significativos de chuva.

“As curvas de evolução do índice da safra atual estão abaixo da média histórica e da safra passada”, afirmou a companhia em nota, na qual chamou atenção para um “possível impacto das chuvas em menor volume”.

As regiões Sul e Centro-Oeste são as maiores produtoras de grãos do país.

Por outro lado, o Matopiba –que abrange os Estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia– tem índice de vegetação próximo ou acima da média, com maiores volumes de chuva do que o centro-sul do país, acrescentou a Conab.

(Por Gabriel Araujo)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.