Agronegócio

China compra volume recorde semanal de carne dos EUA; adquire também milho

Reuters
Reuters

27 de agosto de 2020 - 13:49 - Atualizado em 27 de agosto de 2020 - 13:55

Por Karl Plume

(Reuters) – A China fez suas maiores compras semanais já registradas de carne bovina dos Estados Unidos na semana passada, seguidas pelos maiores negócios por milho norte-americano em quase um mês nesta semana, mostraram dados do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) divulgados nesta quinta-feira.

Em relatório semanal de vendas de exportação, o USDA afirmou que a China adquiriu 3.315 toneladas líquidas de carne bovina dos EUA na semana encerrada em 20 de agosto, o maior volume semanal desde o início dos registros em 1999. A China também adquiriu 11.216 toneladas de carne suína dos EUA, maior volume em um mês.

A China tem importado agressivamente carne bovina, suína e de frango neste ano, depois de uma batalha de anos com a peste suína africana, que dizimou o setor suíno do país.

Em relatório em separado, o USDA disse que a China comprou 747 mil toneladas de milho norte-americano para embarque na safra 2020/21, que começa em 1° de setembro.

O USDA também informou que 140 mil toneladas foram vendidas por exportadores dos EUA para destinos desconhecidos.

Os negócios vêm em meio a uma recente onda de vendas para a China, que tem prometido fazer compras recordes de produtos agrícolas dos EUA neste ano como parte de seu acordo comercial Fase 1 com os Estados Unidos, assinado em janeiro.

Autoridades comerciais dos EUA e da China reafirmaram nesta semana o compromisso com o acordo, no qual os chineses estão atrasados nas compras.

As aquisições chinesas no primeiro semestre do ano totalizaram 7,274 bilhões de dólares, segundo o governo dos EUA, bem abaixo dos 36,5 bilhões de dólares prometidos em compras anuais sob o acordo comercial.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.