Agronegócio

Café arábica recua após máxima de 2 meses; açúcar bruto fecha em queda

Reuters
Reuters

20 de novembro de 2020 - 18:56 - Atualizado em 20 de novembro de 2020 - 18:56

NOVA YORK/LONDON (Reuters) – Os contratos futuros do café arábica recuaram nesta sexta-feira de uma máxima de dois meses registrada na sessão anterior da ICE, e o açúcar bruto também terminou em queda.

CAFÉ

* O arábica para março caiu 5,15 centavos, ou 4,2%, para 1,1805 dólar por libra-peso, ante máxima de 1,2440 dólares na véspera.

* Os operadores disseram que há indícios de que os danos às plantações na América Central causados ​​pela temporada de furacões de 2020 podem não ser tão ruins quanto alguns temiam, embora a destruição da infraestrutura continue sendo uma preocupação.

* Chuvas no Brasil também podem melhorar as perspectivas para as safras de 2021 no maior produtor mundial.

* O café robusta de janeiro caiu 5 dólares, para 1.386 dólares a tonelada.

AÇÚCAR

* O açúcar bruto de março caiu 0,07 centavo, a 15,21 centavos por libra. O primeiro contrato havia atingido um pico de 15,66 centavos na terça-feira, seu maior valor desde meados de fevereiro.

* O açúcar branco de março caiu 1,40 dólar, 413,30 dólares a tonelada.

(Por Marcelo Teixeira e Nigel Hunt)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.