Agronegócio

Café arábica dispara na ICE; açúcar também sobe

Reuters
Reuters

27 de novembro de 2020 - 19:00 - Atualizado em 27 de novembro de 2020 - 19:05

LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros do café arábica negociados na ICE tiveram forte alta nesta sexta-feira, impulsionados por preocupações com o tempo seco no Brasil, maior produtor global, enquanto os preços do açúcar também subiram.

Os negócios do café arábica e açúcar bruto, que ocorrem nos Estados Unidos, foram retomados nesta sexta após um feriado na véspera. Os mercados do café robusta e açúcar branco, em Londres, continuaram abertos.

CAFÉ

* O contrato março do café arábica fechou em alta de 7,05 centavos de dólar, a 1,2420 dólar por libra-peso, após atingir uma máxima de 1,2480 dólar na sessão.

* Operadores disseram que o tempo seco no sul do Brasil continua sendo um fator de suporte, com alguns danos às safras sendo agora considerados inevitáveis. Chuvas abundantes em dezembro seriam necessárias para limitar as perdas.

* O café robusta para março avançou 2 dólares, para 1.413 dólares a tonelada.

* A colheita no Vietnã, maior produtor da variedade, continua fazendo progresso lento, e fortes chuvas esperadas para o final de semana podem resultar em ainda mais atrasos.

AÇÚCAR

* O contrato março do açúcar bruto fechou em alta de 0,05 centavo de dólar, a 14,82 centavos de dólar por libra-peso, recuperando algumas perdas da quarta-feira.

* O mercado obteve suporte da contínua falta de subsídios às exportações na Índia, apesar do lobby feito pelo setor açucareiro, o que efetivamente mantém grande parte do excedente do país fora do mercado internacional.

* Operadores disseram que a falta de exportações indianas causou um aperto nas ofertas no curto prazo, com o prêmio do contrato março para maio aumentando.

* O açúcar branco para março avançou 0,60 dólar, para 404,70 dólares a tonelada.

(Por Nigel Hunt)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.