Agronegócio

Alemanha pode abater até 70 mil frangos após registro de gripe aviária em fazenda

Reuters
Reuters

17 de novembro de 2020 - 13:25 - Atualizado em 17 de novembro de 2020 - 13:30

HAMBURGO (Reuters) – A Alemanha detectou a presença de gripe aviária em mais uma granja e agora se programa para realizar o abate de até 70 mil aves, disseram autoridades na terça-feira.

A gripe aviária do tipo H5N8 foi confirmada em uma fazenda perto de Rostock, no estado de Mecklenburg-Vorpommern, disse um porta-voz da autoridade governamental local, Landkreis Rostock.

Cerca de 4.500 frangos na granja teriam que ser sacrificados, mas a criação se espalha por vários locais e o total pode chegar a 70.000, disse o porta-voz.

“Para combater o surto da doença e prevenir sua propagação, é necessário, do ponto de vista médico veterinário, abater até 70.000 aves em vários locais”, disse o porta-voz. “Os preparativos começaram”.

Enquanto isso, o estado de Schleswig-Holstein, no norte da Alemanha, também relatou na terça-feira outro surto de H5N8 em uma fazenda na área de Kreis Nordfriesland, com cerca de 1.000 patos, gansos e galinhas abatidos.

Diversos surtos de gripe aviária têm sido registrados na Europa nas últimas semanas, com suspeitas de que aves selvagens estejam espalhando a doença.

A Dinamarca ordenou o abate de 25 mil frangos depois de descobrir a gripe aviária H5N8 em uma fazenda, disseram as autoridades na segunda-feira, o que na prática interrompe as exportações de aves e ovos para países fora da União Europeia por pelo menos três meses.

Outros casos foram relatados na França e na Holanda. A Grã-Bretanha ordenou o abate de 13.000 aves em uma fazenda no noroeste da Inglaterra depois de detectar casos da gripe aviária.

O risco da doença para os humanos é considerado baixo, mas surtos anteriores entre aves de criação exigiram extensos programas de abate para conter sua disseminação.

(Por Michael Hogan)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.