Agronegócio

Açúcar e café fecham em alta na ICE

Reuters
Reuters

4 de maio de 2021 - 18:23 - Atualizado em 4 de maio de 2021 - 18:25

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros do açúcar bruto avançaram mais de 2% na ICE nesta terça-feira, com os fundos continuando a aumentar sua posição comprada no adoçante.

Os futuros do café arábica também subiram.

AÇÚCAR

* O contrato julho do açúcar bruto fechou em alta de 0,39 centavo de dólar, ou 2,3%, a 17,12 centavos de dólar por libra-peso.

* Operadores notaram que os fundos estavam aumentando a posição comprada líquida diante do cenário de preocupações sobre as previsões de produção na região centro-sul do Brasil, após um clima mais seco que o normal nos últimos meses, que prejudicou o desenvolvimento da cana-de-açúcar.

* Consultorias acreditam que as usinas vão se esforçar para manter a produção de açúcar perto dos níveis da última temporada, em detrimento do etanol.

* O contrato agosto do açúcar branco subiu 1,40 dólar, ou 0,3%, para 449,80 dólares a tonelada.

CAFÉ

* O contrato julho do café arábica fechou em alta de 0,1 centavo de dólar, ou 0,1%, a 1,4035 dólar por libra-peso. O segundo contrato de referência registrou um pico de 1,4765 dólar na semana passada, maior nível desde fevereiro de 2017.

* O mercado tem tido suporte do tempo seco no Brasil durante abril, que poderia levar a uma correção para baixo no volume da safra 2021/22, reduzindo o tamanho dos grãos e podendo ter um impacto na colheita seguinte.

* “Em geral, parece apertado olhando adiante. Eu acho que a demanda será consistente e surpreenderá positivamente”, afirmou a Cardiff Coffee Trading em um relatório.

* O café robusta para julho avançou 18 dólares, ou 1,2%, para 1.474 dólares a tonelada.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Nigel Hunt)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.