Agronegócio

Açúcar bruto sobe quase 2% na ICE; café arábica fecha em queda

Reuters
Reuters

16 de outubro de 2020 - 18:48 - Atualizado em 16 de outubro de 2020 - 18:50

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros do açúcar bruto negociados na ICE avançaram quase 2% nesta sexta-feira, aproximando-se da máxima de sete meses e meio registrada no início da semana, enquanto o café arábica terminou o dia em queda.

AÇÚCAR

* O contrato março do açúcar bruto fechou em alta de 0,25 centavo de dólar, ou 1,8%, a 14,43 centavos de dólar por libra-peso, aproximando-se da máxima de sete meses e meio atingida na segunda-feira.

* Operadores disseram que a incerteza em relação à política de exportações da Índia está dando sustentação ao açúcar, bem como a preocupação com um aperto da oferta no primeiro trimestre de 2021, antes do início da colheita no Brasil.

* Eles acrescentaram, no entanto, que os especuladores –principais compradores– podem estar ficando sem fundos para empurrar o preço do açúcar a níveis muito mais altos.

* O açúcar branco para dezembro avançou 7,80 dólares, ou 2,0%, para 396,00 dólares por tonelada.

CAFÉ

* O contrato dezembro do café arábica fechou em queda de 2,25 centavos de dólar, ou 2,1%, a 1,0725 dólar por libra-peso.

* Chuvas atingiram a maior parte das áreas cafeeiras do Brasil e mais precipitações são previstas para os próximos dias, o que pode ajudar na recuperação da umidade do solo após um período de forte seca em agosto e setembro.

* O café robusta para novembro avançou 9 dólares, ou 0,7%, para 1.273 dólares a tonelada.

* Operadores disseram que o clima melhorou nas áreas de cultivo de café do Vietnã nos últimos dias.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Maytaal Angel)