Inova Mais

Agência de privacidade da França inicia investigação sobre TikTok

Reuters
Reuters
Agência de privacidade da França inicia investigação sobre TikTok
.

11 de agosto de 2020 - 13:45 - Atualizado em 15 de setembro de 2020 - 07:07

Por Mathieu Rosemain

PARIS (Reuters) – A agência francesa de privacidade de dados, CNIL, disse nesta terça-feira que está fazendo investigações preliminares sobre o TikTok após receber uma queixa contra o aplicativo.

O TikTok, controlado pela ByteDance, já está sob investigação devido a questões de privacidade por parte das autoridades dos EUA, da União Europeia e da Holanda.

“A CNIL iniciou investigações sobre o site tiktok.com e o aplicativo TikTok em maio”, disse um porta-voz da autoridade em comentários sobre o caso enviados à Reuters.

Questionado sobre a investigação, o TikTok disse: “Proteger a privacidade e a segurança dos usuários do TikTok é nossa prioridade. Estamos cientes da investigação da CNIL e cooperando totalmente com eles.”

As investigações estão ligadas ao nível das informações fornecidas aos usuários do TikTok e como eles podem exercer seus direitos, ao fluxo de dados que saem da União Europeia e às medidas tomadas para proteger os menores de idade, disse o porta-voz da CNIL.

A CNIL faz parte de uma força-tarefa da UE recentemente criada para investigar o TikTok, que está analisando a chegada do aplicativo à região e seu desejo de que a Comissão de Proteção de Dados (DPC) da Irlanda seja seu principal regulador de supervisão, disse o porta-voz da CNIL.

tagreuters.com2020binary_LYNXNPEG7A1CN-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.