Notícias

Advogado é executado com tiros no tórax em escritório na Linha Verde

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

19 de fevereiro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 19 de fevereiro de 2019 - 00:00

Duas pessoas morreram no local (Foto: Tiago Silva, da RICTV | RECORD TV)

No local, um cliente do advogado teria invadido a empresa e disparado diversos tiros contra Domingos Zanuncini Junior e outro funcionário; entenda!

No fim da manhã desta terça-feira (19), um escritório de advocacia na Linha Verde, no bairro Pinheirinho, em Curitiba, foi invadido por um indivíduo que executou com tiros na região do tórax o advogado Domingos Zanuncini Junior, de 40 anos, e outro funcionário, que ainda não teve a identididade revelada. 

Desacerto entre o advogado e um cliente

Segundo informações obtidas no local, a suspeita é de que o que teria causado o homicídio foi um desacerto em um caso que envolvia comercialização de imóveis entre o profissional e um cliente.

O escritório, localizado às margens da Linha Verde, foi invadido pelo homem, que efetuou entre seis a oito disparos nos dois indivíduos. O advogado, segundo a perícia, foi atingido com cerca de cinco tiros, e o outro funcionário com apenas um.

Suspeito fugiu após o crime

Após o crime, o suspeito fugiu e até o momento não foi localizado pela polícia. O escritório não possuía câmeras de segurança, e por isso nenhuma imagem do crime foi registrada. No local, Camiila Cecconello, delegada da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), está acompanhando o trabalho da perícia. 

Testemunhas relatam que não houve discussão

De acordo com informações de testemunhas, não houve nenhum tipo de discussão entre o suspeito e as vítimas. O homem teria simplesmente invandido o escritório e executado os dois homens ainda na frente da empresa. 

Bastante abalada e surpresa, a esposa do advogado Domingos Zanuncini Junior afirmou que acompanhava de perto o trabalho do marido, e que ele não
vinha sendo ameaçado. Além da mulher, Domingos também deixa um filho pequeno. 

Em seu site a OAB Paraná fala sobre o crime 

Em pronunciamento em seu site, a OAB Paraná diz que as evidências apontam para um crime decorrente do exercício profissional e que acompanha as investigações de perto, em contato com a delegada responsável.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.