Notícias

Advogado da família de Tatiane acredita em vitória no júri: “Provas seguras que ele deve ser condenado”

Gustavo Scandelari declarou confiança antes do julgamento

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações de Daniela Borsuk e Camila Andrade, da RIC Record TV Curitiba

4 de maio de 2021 - 10:17 - Atualizado em 4 de maio de 2021 - 10:17

O advogado que representa a família de Tatiane Spitzner chegou ao Fórum de Guarapuava poucos minutos após a chegada da equipe de defesa de Luis Felipe Manvailer, na manhã desta terça-feira (4). Em conversa com a imprensa antes de entrar ao tribunal, Gustavo Scandelari revelou confiança na condenação do réu.

“Existem as imagens que comprovam as agressões, existem os laudos oficiais do IML, atestando que ela foi morta por asfixia mecânica e que as lesões que o corpo sofreu em decorrência da queda foram causadas já após a morte […] Temos vídeos que comprovam que ele fugiu, foi preso perto da fronteira com o Paraguai, nunca pediu socorro. Então todo o comportamento dele antes e após o fato, e os laudos que comprovam qual foi a causa da morte, para nós são provas seguras que ele deve ser condenado”,

declarou Scandelari.

Pela quarta vez preparada para o julgamento, a equipe de acusação espera que o júri popular seja realizado, porém, está ciente sobre a possibilidade de novo adiamento devido a ausência de uma testemunha da defesa.

“O júri pode ser adiado, a testemunha juntou documentos provando que ela está se recuperando da covid e aí a defesa deve se manifestar sobre se ela quer que o júri continue sem a testemunha ou se ela insiste na testemunha, hipótese na qual o júri provavelmente será adiado”,

esclareceu Scandelari.

O advogado ainda pontuou que a testemunha indicada pela defesa não traz nada de novo, do ponto de vista da acusação. 

Manifestação silenciosa

Em frente ao Fórum de Guarapuava, amigos e familiares de Tatiane Spitzner se reúnem com rosas nas mãos em homenagem à vítima. Os amigos pedem para que justiça seja feita dentro do tribunal.

manifestacao juri popular manvailer
(Foto: Daniela Borsuk/RIC Mais)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.