Guilherme
Guilherme Becker / Editor

26 de junho de 2019 - 00:00

Atualizado em 26 de junho de 2019 - 00:00

0 Comentários
Notícias

Adolescentes filmam agressões e torturas até morte de colega

Adolescentes filmam agressões e torturas até morte de colega

Um vídeo mostrando duas adolescentes agredindo e torturando uma colega até a morte está circulando nas redes sociais. Nas imagens, registradas na manhã desta terça-feira, duas meninas aparecem torturando outra jovem na praia de Pontal de Maria Farinha, em Paulista, região metropolitana de Recife.

No final das imagens é possível perceber que uma testemunha presencia a ação e pede por socorros. Entretanto, a vítima não resiste aos ferimentos e morre no local. Em virtude do teor forte das imagens, e em respeito a família, não iremos divulgar as imagens.

Maria Farinha: jovem é torturada até a morte 

Nas imagens registradas pelas próprias autoras do crime, é possível ver a vítima recebendo chutes, golpes de faca, socos e sendo afogada em vários momentos. O vídeo com a tortura possui mais de oito minutos de duração. 

Em certo momento é possível ver a vítima pedindo por socorro e implorando para as colegas pararem, porém, a súplica é inválida. Com o rosto bastante ensanguentado, a adolescente é levada ao mar e por diversos momentos é forçada a ficar submersa.

É possível escutar no vídeo uma amiga comentando com a outra para afundar com mais força, perguntando se a colega de crime está com dó.

Ao retirarem o corpo da água, a vítima já parece estar inconsciente. Neste momento é possível perceber que alguém grita com as jovens, então uma delas responde que a garota morreu por causa de uma suposta traição.

Adolescentes são detidas em flagrante

Testemunhas que perceberam a ação acionaram a equipe de socorro e a Polícia Militar. Mas, quando a ambulância chegou a vítima já estava morta. Os policiais detiveram as adolescentes e encaminharam à Delegacia de Janga. De lá as duas foram levadas a outra unidade da Polícia Civil para prestar depoimentos.

O corpo da jovem morta foi recolhido e levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Recife e passará por perícia. A Polícia Civil segue investigando o caso.

Newsletter

Assine nossa newsletter, e fique atualizado.

Seta COMENTÁRIOS