Notícias

Tragédia na BR-277: fumaça provoca acidente com vários mortos e feridos

A tragédia aconteceu por causa de um incêndio que provocou fumaça e confundiu motoristas.

Lucas
Lucas Sarzi
Tragédia na BR-277: fumaça provoca acidente com vários mortos e feridos
Foto: Diogo Cordeiro/RIC Record TV.

3 de agosto de 2020 - 00:18 - Atualizado em 3 de agosto de 2020 - 08:31

Uma tragédia aconteceu no final da noite deste domingo (2) na BR-277 em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Por causa de um incêndio às margens da rodovia, um grande engavetamento envolveu ao todo 22 veículos e pelo menos 7 pessoas morreram.

Atualização: Por volta das 4h50 as pistas da BR-277, nos dois sentidos, foram liberadas segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Também foram atualizados os números oficiais do acidente.

O acidente aconteceu no sentido ao litoral do Paraná, por volta das 22h40, no quilômetro 77 da rodovia, próximo aos motéis que ficam às margens da BR-277. Muitas equipes dos bombeiros, de resgates da concessionária e até mesmo bombeiros comunitários, foram acionadas.

Segundo as primeiras informações, o incêndio provocou uma forte fumaça, que confundiu os motoristas. Houve o engavetamento que atingiu caminhões, carros e motos. Foram pelo menos 15 carros, cinco motociclistas, uma viatura da PM e uma carreta.

“Os números deste acidente são impressionantes e assustadores. Tivemos sete mortos no local, duas vítimas encaminhadas em estado grave, cinco conduzidas com lesões moderadas e 16 vítimas leves, totalizando 30 vítimas“, destacou o coronel Prestes, do Corpo de Bombeiros.

acidente-br-277-mortos
Foto: Colaboração.

Segundo o coronel, as vítimas foram encaminhadas ao Hospital Cajuru e demais hospitais para não sobrecarregar. No total, foram deslocados mais de 15 viaturas e 10 ambulâncias: 8 do Corpo de Bombeiros e mais duas, uma do Samu e outra da Concessionária. “Além de três caminhões, que foram ao local para combater o incêndio florestal que gerou a falta de visibilidade”.

“Infelizmente tivemos vários óbitos no local. Muitos de motociclistas e outros de pessoas que deixaram seus veículos e acabaram sendo atingidas por outros veículos que se envolveram no acidente”, lamentou o coronel.

Segundo o coronel, a mobilização rápida permitiu que as vítimas fossem socorridas o mais breve possível. “Tudo foi coordenado por um médico do Siate e por um major dos Bombeiros“. Apesar disso, o acidente deve ser investigado extensamente pela polícia.

Montamos um cenário de guerra, realmente. Aplicamos a doutrina de atendimento de múltiplas vítimas, que foram separadas pela gravidade das lesões que tinham”.

Incêndio ambiental provocou a tragédia na BR-277

Por conta do acidente, todo o trecho da BR-277 foi interditado para o resgate às vítimas. Além disso, no local do acidente a forte fumaça continua ao longo de todo o atendimento do socorro. Moradores da região reclamaram que a fumaça no trecho da rodovia tem acontecido sempre.

O coronel destacou que, neste ponto específico, existe uma área de preservação do outro lado da rodovia onde o incêndio começou. “A concessionária já estava atendendo e pediu apoio aos Bombeiros. Quando a primeira viatura chegou, o acidente já tinha acabado de acontecer”.

Os focos de fogo às margens das rodovias, conforme alertou o coronel, podem gerar esse tipo de situação em qualquer estrada do Paraná. “Estamos num período de estiagem e temos alertado isso todos os dias. Essa estiagem que nós temos se assemelha muito a que aconteceu há mais de 50 anos que aconteceu um grande incêndio florestal em nosso Estado”.

Segundo o Corpo de Bombeiros, os atendimentos de incêndios ambientais aumentaram 78% em relação ao ano passado. “E começaram com três meses de antecedência ao que geralmente acontece. Se não tivermos o apoio da população, este tipo de situação vai acontecer novamente“, destacou o coronel Prestes.

Confira o vídeo que um morador fez no local antes do acidente deste domingo.

Veja imagens do acidente com vários mortos na BR-277:

Logo após o acidente, muitas imagens começaram a circular nas redes sociais. Entre elas, até mesmo vídeos em que apareciam os corpos das vítimas. Por respeito às famílias, separamos apenas os vídeos em que estes detalhes da tragédia não apareciam ou estavam muito distantes. Veja alguns dos vídeos do local do acidente: