Coronavírus

Associação cria protocolo e academias reabrem em Curitiba: “Poderemos ser um grande parceiro no combate à contaminação“

Academias que retornaram as atividades usam como base o decreto federal e um protocolo de regras criado pela ACAF

Guilherme
Guilherme Becker / Editor reportagem RIC Record TV, Curitiba
Associação cria protocolo e academias reabrem em Curitiba: “Poderemos ser um grande parceiro no combate à contaminação“
(FOTO: DIVULGAÇÃO/ FECOMERCIO RS)

20 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:43

Fechadas desde o dia 19 de março, algumas academias de Curitiba reabriram nesta quarta-feira (20) seguindo orientações da Associação dos Centros de Atividade Física do Brasil (ACAF). Apesar do governo estadual orientar que os estabelecimentos devem permanecer fechados, para evitar a disseminação do coronavírus, a associação organizou uma série de medidas para retornar os trabalhos.

No protocolo apresentado pela ACAF estão orientações para os alunos e medidas que as academias devem tomar para que o estabelecimento não coloque em risco a saúde dos alunos. Algumas academias em bairros da cidade e uma rede com quatro unidades da capital já abriram as portas nesta quarta-feira (20).

Academias abertas em Curitiba

O proprietário da academia Cia da Forma e vice-presidente da ACAF, Edson Marcelo Lopes, revelou nesta quarta-feira (20) que está organizando o estabelecimento para retornar as atividades nos próximos dias.

“Nós recebemos a orientação do nosso jurídico através do mandado de segurança que entramos, que não houve um decreto para fechamento, apenas uma sugestão de fechamento tanto por parte do governo municipal, como do governo estadual. Baseado nisso, apenas uma sugestão, nós temos agora através deste mandado de segurança a autorização para abrir nossas atividades sempre com muito cuidado e responsabilidade, respeitando os protocolos para segurança de todos”, contou Edson.

Para a abertura das academias, os proprietários devem seguir uma lista de medidas para garantir a saúde de todos e evitar aglomerações. Entre as orientações, os locais devem disponibilizar álcool em gel, todos funcionários devem usar luvas e máscaras, a temperatura dos alunos deve ser aferida na recepção e os bebedouros serão liberados apenas para encher garrafas de água.

“Será verificada a temperatura corporal, quem estiver com temperatura acima de 37.8 não será autorizada entrada. Na parte de cardio nós teremos alternado uma esteira sim, uma esteira não, para respeitar essa questão. Nós teremos em cada ambiente uma placa com a capacidade máxima para não termos aglomeração de pessoas”, destacou Edson.

A quantidade alunos no interior da academia também será controlada. Para isso, alguns estabelecimento estão sugerindo que os alunos compareçam no máximo entre duas a três vezes por semana, para assim permitir que outras pessoas também desfrutem do local.

“Poderemos ser um grande parceiro no combate a contaminação. Pessoas que estiverem melhor fisicamente, estarão melhores com sua imunidade, portanto nós exercemos uma função muito importante para a sociedade”, finalizou o vice-presidente da ACAF.

Confira mais detalhes:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.