Agronegócio

Abate de suínos tem recorde de 46,33 milhões de cabeças em 2019

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

19 de março de 2020 - 00:00 - Atualizado em 19 de março de 2020 - 00:00

Rio, 19 – O País registrou um abate recorde de 46,33 milhões de cabeças de suínos em 2019, um aumento de 4,5% em relação a 2018, o equivalente a 1,99 milhão de animais a mais. Os dados são das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais, do Leite, do Couro e da Produção de Ovos de Galinha, divulgados nesta quinta-feira, 19, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O abate cresceu em 20 das 25 Unidades da Federação que integram a pesquisa. Os crescimentos mais relevantes ocorreram em Santa Catarina (+845,89 mil cabeças), São Paulo (+300,27 mil), Minas Gerais (+295,40 mil), Mato Grosso (+253,65 mil), Rio Grande do Sul (+191,65 mil), Goiás (+140,47 mil) e Mato Grosso do Sul (+31,77 mil). A principal queda foi registrada no Paraná (-90,74 mil cabeças).

Santa Catarina manteve a liderança no abate de suínos em 2019, com 27,0% do total nacional, seguido por Paraná (19,9%) e Rio Grande do Sul (18,1%).

No quarto trimestre de 2019, foram abatidas 11,89 milhões de cabeças de suínos, uma alta de 1,2% em relação ao trimestre imediatamente anterior. Na comparação com o quarto trimestre de 2018, houve um aumento de 6,2%.