Justiça

Suspeito de assassinar travesti em Londrina é condenado a 9 anos de prisão

O acusado foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado e homicídio tentado

Caroline
Caroline Maltaca / Estagiária com informações de Bruna Melo e supervisão de Giselle Ulbrich
Suspeito de assassinar travesti em Londrina é condenado a 9 anos de prisão
Foto: Reprodução/Redes Sociais

5 de abril de 2022 - 08:12 - Atualizado em 5 de abril de 2022 - 08:12

José Mauro Lopes da Silva, acusado de matar a travesti Scarlety Mastroiany e tentar contra a vida de Bianca Duarte, foi condenado a nove anos de prisão. O julgamento foi realizado na tarde desta segunda-feira (4), em Londrina, no norte do estado, e conforme a decisão do júri popular, José foi o responsável pelo crime cometido em 2018. O acusado foi condenado pelos crimes de homicídio qualificado e homicídio tentado.

Como já cumpriu três anos em regime fechado, o restante da pena poderá ser cumprido em regime semiaberto.

De acordo com as investigações, as vítimas teriam sido abordadas na madrugada do dia 10 de dezembro daquele ano, na Avenida Leste-Oeste, em Londrina. Na ocasião, o réu agiu na companhia de outros dois homens, identificados como Kenny Roger Fioravante Pereira e Anderson Aparecido dos Santos Pires. Ambos não foram julgados nesta data, mas serão em breve.

O desmembramento do júri foi acatado com a justificativa de que o julgamento de José Mauro fosse realizado de forma mais ágil. Isso porque, ele é o único que se encontra em prisão preventiva.

Relembre o caso

De acordo com o processo do caso, os suspeitos atacaram as travestis Scarlety e Bianca, com socos, pontapés e a facadas. Bianca conseguiu fugir e se esconder, não tendo se ferido, porém, Scarlety acabou morrendo na ação. Após o crime, a vítima foi abandonada em via pública.