Justiça

Mulher negocia pagar dívida de quase R$ 100 mil com sexo oral

Após 16 meses, a mulher passou a recusar os atos sexuais por se sentir “piscologicamente obrigada”

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do "Estado de Minas"
Mulher negocia pagar dívida de quase R$ 100 mil com sexo oral
(Foto: Reprodução/Pexels)

7 de janeiro de 2022 - 14:48 - Atualizado em 7 de janeiro de 2022 - 14:48

Uma mulher buscou o “aval” da Justiça para quitar uma dívida de quase R$ 100 mil com sexo oral ao seu ex-cunhado. O caso foi analisado pelo Tribunal Constitucional da Espanha e os juízes não encontraram ilegalidade nesta forma de pagamento. Porém, após 16 meses, a mulher passou a recusar os atos sexuais por se sentir “piscologicamente obrigada”.

De acordo com o Portal de Notícias “Estado de Minas” o caso teria retornado à Justiça porque a mulher foi coagida sexualmente pelo ex-cunhado. Ao se recusar a continuar pagando a dívida através de sexo oral, o rapaz exigiu, portanto, que o restante da dívida fosse pago em dinheiro. O caso ocorreu em 2019, mas voltou à tona nesta segunda-feira (3).

Tendo como base que a mulher nunca procurou as autoridades para denunciar o homem por coerção sexual, a Justiça concluiu que os atos teriam sido consensuais e que a dívida de R$ 96,3 mil, estava paga. A mulher defendeu que só prestou queixas depois do ocorrido, pois teria recebido um telefonema do ex-cunhado pedindo o pagamento em dinheiro. 

Registrou um flagrante? Mande para o WhatsApp do RIC Mais. Clique aqui e faça o portal com a gente!